quinta-feira, 15 de novembro de 2018

25ª Quinta-feira Depois de Pentecostes

15 de Novembro de 2018 (CC) / 02 de Novembro (CE)
Ss. Mártires Aquidinos, Pegásius, Elpidóforus, Anempodiste e Afthonius 
e mais 700 persas, Companheiros de Martírio († c. 350)
Modo 7


Os santos Aquidinos, Pegásius, Elpidóforus, Anempodiste e Afthonius eram dignitários da corte do Imperador Persa Sapor II (310-381). Tendo aderido clandestinamente à fé cristã, foram denunciados pelos invejosos pagãos ao Imperador quando este empreendeu uma onda de perseguição contra os cristãos. Intimados a comparecerem diante do Imperador para julgamento, confessaram pública e destemidamente sua fé na Santíssima Trindade. O Imperador ordenou, portanto, que fossem cruelmente chicoteados, esperando que assim, renegassem sua fé. Por duas vezes os executores ficaram esgotados e tiveram de ser substituídos, enquanto que, da boca dos santos mártires não se ouvia sequer um gemido. O Imperador, impressionado com o que via, numa queda de pressão perdeu a consciência. Os que estavam presentes julgaram que tivesse morrido, mas os santos recorreram a Deus e o Imperador voltou a si. Recuperado, o Imperador Sapor acusou os santos de feitiçaria, dando ordem para que fossem conduzidos amarrados ao longo de uma fogueira de modo que fossem sufocados pela fumaça. Os santos voltaram-se para Deus em orações, e o fogo foi milagrosamente extinto e as cordas que os amarrava foram soltas. 
Impressionado, o Imperador perguntou-lhes com aquilo fora possível, e os santos mártires lhes contaram sobre como Cristo operava milagres. Cego de ódio, o Imperador passou a blasfemar o nome do Senhor. Os santos exclamaram, então: 
«Que a tua boca se cale»; ao que o Imperador ficou sem voz. Enlouquecido de raiva, tentou ainda, através de gestos, dar ordem para que os santos mártires fossem jogados na prisão, mas os que o cercavam não compreendiam o que lhes queria dizer. 
A raiva do Imperador tornava-se ainda maior até que, loucamente, arrancou e rasgou seu próprio manto, puxava seus próprios cabelos e espancava seu próprio rosto. Até que Aquidinos, compadecido, em nome de Cristo o livrou da mudez. Mais uma vez, porém, o Imperador atribuiu tudo o que acontecia ao poder da feitiçaria, ordenando que os santos continuassem a ser torturados. 
Foram então postos sobre um grelha de ferro, acendendo por debaixo o fogo. Os santos começaram juntos a orar e, de repente, começou a cair uma chuva que apagou o fogo. Diante de mais este milagre realizado por meio das orações dos santos mártires, muitos dos que presenciavam creram em Cristo e confessaram sua fé. Os santos glorificavam a Deus e convidavam a que cressem que Deus enviou a água da chuva que caía sobre eles para que fossem batizados. Um dos carrascos de nome Afthonius pediu publicamente perdão aos santos mártires por lhes ter causado tanto sofrimento, e saiu corajosamente confessando sua fé em Cristo. Elpidoforus, um alto dignitário imperial e até mesmo a mãe do Imperador confessaram a fé no Único Deus verdadeiro. O Imperador percebeu que aumentava ainda mais o número dos que se convertiam à fé cristã com a tortura dos santos. Declarou então ao povo que as cabeças de Aquindinos, Pegásio, Elpidoforo, Anempodiste seriam cortadas, e que seus corpos não poderiam ser tomados pelos cristãos para sepultamento. 
Quando levaram os santos mártires para fora dos muros da cidade para a execução, uma grande multidão acompanhou, glorificando a Cristo. Por ordem do Imperador, os soldados executaram todos os cristãos (cerca de 7 mil) que acompanhavam o cortejo. Juntamente com os outros, também Elpidoforo foi morto. Aquidinos, Pegásius e Anempodiste, mãe do Imperador, foram queimados no dia seguinte. Os cristãos foram secretamente durante a noite ao local da execução, encontraram os corpos dos santos mártires ilesos da ação do fogo, e com reverência os sepultaram.


Oração Antes de Ler as Escrituras
Faz brilhar em nossos corações a Luz do Teu divino conhecimento, ó Senhor e Amigo do homem; e abre os olhos da nossa inteligência para que possamos compreender a mensagem do Teu Santo Evangelho. Inspira-nos o temor aos Teus Santos mandamentos, a fim de que, vencendo em nós os desejos do corpo, vivamos segundo o espírito, orientando todos os nossos atos segundo a Tua vontade; pois Tu És a Luz das nossas almas e dos nossos corpos, ó Cristo nosso Deus e nós Te glorificamos a Ti e ao Teu Pai Eterno e ao Espírito Santo, Bom e Vivificante, eternamente, agora e sempre e pelos séculos dos séculos. Amém!

2 Tessalonicenses 2:13-3:5

Mas devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espírito, e fé da verdade; para o que pelo nosso evangelho vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo. Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. E o próprio nosso Senhor Jesus Cristo e nosso Deus e Pai, que nos amou, e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, console os vossos corações, e vos confirme em toda a boa palavra e obra. No demais, irmãos, rogai por nós, para que a palavra do Senhor tenha livre curso e seja glorificada, como também o é entre vós; para que sejamos livres de homens dissolutos e maus; porque a fé não é de todos. Mas fiel é o Senhor, que vos confirmará, e guardará do maligno. E confiamos quanto a vós no Senhor, que não só fazeis como fareis o que vos mandamos. Ora o Senhor encaminhe os vossos corações no amor de Deus, e na paciência de Cristo.

Lucas 11:47-12:1

Ai de vós que edificais os sepulcros dos profetas, e vossos pais os mataram. Bem testificais, pois, que consentis nas obras de vossos pais; porque eles os mataram, e vós edificais os seus sepulcros. Por isso diz também a sabedoria de Deus: Profetas e apóstolos lhes mandarei; e eles matarão uns, e perseguirão outros; para que desta geração seja requerido o sangue de todos os profetas que, desde a fundação do mundo, foi derramado; desde o sangue de Abel, até ao sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o templo; assim, vos digo, será requerido desta geração. Ai de vós, doutores da lei, que tirastes a chave da ciência; vós mesmos não entrastes, e impedistes os que entravam. E, dizendo-lhes ele isto, começaram os escribas e os fariseus a apertá-lo fortemente, e a fazê-lo falar acerca de muitas coisas, armando-lhe ciladas, e procurando apanhar da sua boca alguma coisa para o acusarem. Ajuntando-se entretanto muitos milhares de pessoas, de sorte que se atropelavam uns aos outros, começou a dizer aos seus discípulos: Acautelai-vos primeiramente do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.

MEDITAÇÃO



ORAÇÃO

Inclina, Senhor, os teus ouvidos e atende-me, porque sou pobre e miserável. Protege minha alma, pois te sou fiel; salva este Teu servo que em Ti confia. Tu És meu Deus; tende compaixão de mim, Senhor, pois a Ti eu clamo sem cessar. Alegra o coração de Teu servo, porque é para Ti, Senhor, que eu elevo minha alma. Porquanto Tu És, Senhor, clemente e bom, cheio de misericórdia para quantos Te invocam. Escuta, Senhor, a minha oração; atende à minha suplicante voz.
Salmo 85:1-6