segunda-feira, 21 de maio de 2018

7ª Segunda-feira da Páscoa

21 de Maio de 2018 (CC) / 08 de Maio (CE)
Santo Apóstolo e Evangelista João, o Teólogo; 
Arsênio, o Grande; Arsênio, Trabalhador; Pímen, o Jejuador de Pechersk; Traslado das Santas Relíquias de Arsênio de Nóvgorod; Zósimas e Adriano de Volokolamsk; 
Milagre da Mãe De Deus em Casiopia; 
Comemoração da Emanação do Maná da Tumba de São João, o Teólogo.
Modo 6



São João, filho de Zebedeu e de Salomé, irmão de Tiago Maior, de profissão pescador, originário de Betsaida, como Pedro e André, ocupa um lugar de primeiro plano no elenco dos Apóstolos. O Autor do Quarto Evangelho e do Apocalipse, será classificado pelo Sinédrio como indouto e inculto. No entanto, o leitor, mesmo que leia superficialmente os seus escritos, percebe não só o arrojo do pensamento, mas também a capacidade de revestir com criativas imagens literárias os sublimes pensamentos de Deus. A voz do juiz divino é como o mugido de muitas águas. João é sempre o homem da elevação espiritual, mais inclinado à contemplação que à ação. É a águia que desde o primeiro bater das asas se eleva às vertiginosas alturas do Mistério Trinitário:

“No princípio de tudo, aquele que é a Palavra já existia. Ele estava com Deus e ele mesmo era Deus.”

Ele está entre os mais íntimos de Jesus e nas horas mais solenes de sua vida João está perto. Está a seu lado na hora da ceia, durante o processo, e único entre os Apóstolos, que assiste à Sua morte junto com Maria.

Mas, contrariamente a tudo o que possam fazer pensar as representações da arte, João não era um homem fantasioso e delicado. Bastaria o apelido jocoso que o Mestre impôs a ele e a seu irmão Tiago: “Filhos do trovão” para nos indicar um temperamento vivaz e impulsivo, alheio a compromissos e hesitações, até aparecendo intolerante e cáustico. No seu Evangelho designa a si mesmo simplesmente como “o discípulo a quem Jesus amava.” Também se não nos é dado indagar sobre o segredo desta inefável amizade, podemos adivinhar uma certa analogia entre a alma do Filho do homem e a do filho do trovão, pois Jesus veio à terra não só trazer a paz, mas, também, o fogo.

Após a ressurreição, João está quase constantemente ao lado de Pedro. Paulo, na Epístola aos Gálatas, fala de Pedro, Tiago e João como colunas da Igreja. No Apocalipse, João diz que foi perseguido e degredado para a Ilha de Patmos “por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus Cristo”.

Conforme uma tradição unânime, ele viveu em Éfeso em companhia de Maria, e sob o Imperador Domiciano foi colocado dentro de uma caldeira com óleo a ferver, mas, saiu ileso e com a glória de ter dado testemunho. Depois do exílio de Patmos voltou definitivamente para Éfeso, onde exortava continuamente os fiéis ao amor fraterno, resultando em três cartas, acolhidas entre os textos sagrados, assim como o Apocalipse e o Evangelho. Morreu carregado de anos em Éfeso durante o império de Trajano (98-117), onde foi sepultado.
 
Comemoração de São João 
Tropárion do Apóstolo São João Modo 2
Apóstolo predileto do Cristo Deus, / apressa-te em ajudar um povo sem defesa. / Aquele que te concedeu reclinar a cabeça sobre o Seu peito, / te acolha aos seus pés a fim de interceder por nós. / O Teólogo, suplica-lhe para que dissipe a nuvem persistente do paganismo / e pede por nós a paz e uma misericórdia abundante». 
Kondákion do Apóstolo Modo 2
Quem pode relatar as tuas obras poderosas, ó virgem Apóstolo? / Pois tu operas milagres e fazes fluir curas, / e também oras por nossas almas, / pois, és teólogo e amigo de Cristo.
Leituras Bíblicas 

1 João 1:1-7
João 19:25-27; 21:24-25

Oração Antes de Ler as Escrituras
Faz brilhar em nossos corações a Luz do Teu divino conhecimento, ó Senhor e Amigo do homem; e abre os olhos da nossa inteligência para que possamos compreender a mensagem do Teu Santo Evangelho. Inspira-nos o temor aos Teus Santos mandamentos, a fim de que, vencendo em nós os desejos do corpo, vivamos segundo o espírito, orientando todos os nossos atos segundo a Tua vontade; pois Tu És a Luz das nossas almas e dos nossos corpos, ó Cristo nosso Deus e nós Te glorificamos a Ti e ao Teu Pai Eterno e ao Espírito Santo, Bom e Vivificante, eternamente, agora e sempre e pelos séculos dos séculos. Amém! 

Atos 21:8-14

8 E no dia seguinte, nós que estávamos na companhia de Paulo partimos e chegamos a Cesareia; e, entrando na casa de Felipe, o evangelista, que era um dos sete, permanecemos com ele.
9 E este mesmo homem tinha quatro filhas virgens, que profetizavam.
10 E, demorando-nos ali por muitos dias, desceu da Judeia um certo profeta, por nome Ágabo.
11 E, vindo ter conosco, tomando o cinto de Paulo, e amarrando as suas próprias mãos e pés, disse: Isto diz o Espírito Santo: O homem ao qual pertence este cinto, assim será amarrado em Jerusalém pelos judeus, e será entregue nas mãos dos gentios.
12 E quando ouvimos estas coisas, tanto nós quanto os do lugar, rogamos- lhe que não subisse para Jerusalém.
13 Então Paulo respondeu: Por que chorais e quebrantais o meu coração? Porque eu estou pronto não somente para ser preso, mas também para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus.
14 E, como não podíamos persuadi-lo, nos aquietamos, dizendo: A vontade do Senhor seja feita.

João 14:27-15:7



27 Eu deixo-vos a paz, a minha paz eu vos dou; não a dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem fiquem com medo.

28 Ouvistes o que eu vos disse: Eu vou e voltarei a vós. Se me amásseis, alegrar- vos-íeis por eu ter dito: Eu vou para o Pai, porque meu Pai é maior do que eu.
29 E agora eu vos digo antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós possais crer.
30 Daqui em diante eu não falarei muito convosco, porque vem o príncipe deste mundo, e ele nada tem em mim.
31 Mas para que o mundo possa saber que eu amo o Pai, e como o Pai me ordenou, desta forma eu o faço. Levantai-vos, vamo- nos daqui.vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito.

1 Eu sou a videira verdadeira, e o meu Pai é o lavrador.

2 Todo ramo em mim que não dá fruto, ele tira, e todo ramo que carrega fruto, ele limpa, para que possa trazer mais fruto.

3 Ora, vós já estais limpos pela palavra que eu vos tenho falado.
4 Permanecei em mim, e eu em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, a não ser que permaneça na videira, assim também vós não podeis, a não ser que permaneçais em mim.
5 Eu sou a videira, vós sois os ramos; quem permanece em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
6 Se algum homem não permanece em mim, ele é lançado fora como um ramo, e murcha; e homens os recolhem, e os lançam no fogo, e eles são queimados.
7 Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito.

† † †