quarta-feira, 26 de abril de 2017

2ª Quarta-feira da Páscoa

26 de Abril de 2017 (CC) / 13 de Abril (CE)
São Martinho, o confessor, papa de Roma, mártir († 656)



A sua terra natal era Todi e na Igreja Romana era diácono, mas, o seu grande feito seria o de substituir o então Papa Teodoro em 13 de maio de 649. 
Cedo provou ser de linha dura, tendo mão forte no governo, onde, inclusíve, não aguardou o consentimento da sua eleição pelo então Imperador Constante II. Por disputas políticas, das quais Martinho participou de modo a incomodar o Imperador com a sua atitude, este último ordenou que o exarca de Ravena, de nome Olímpio, assassinasse Martinho em meio da celebração de uma liturgia em que ambos estavam presentes. Mas, ao tentar cravar o punhal, Olímpio foi atingido por uma intensa luz que o cegaria totalmente. Este acontecimento convenceu o próprio Olímpio da santidade daquele ao qual esteve disposto a matar. Assim, mudou de atitude e tentou a reconciliação com o santo. 
O Imperador sabendo da morte em 653 de Olímpio, conseguiu concretizar a sua vingança com o mais novo exarca que seria Teodoro de Calíopa, que prende o Papa. Neste momento a acusação era a de Martinho ter-se apropriado ilegalmente do cargo de Papa e, assim, inicia o seu longo período de martírio e dor, onde se somaram as piores calamidades. Ao longo de todo esse sofrimento tentava manter a vontade do corpo, mas, por fim foi aprisionado e submetido à falta de comida que o enfraqueceria até a morte em 13 de Abril de 656.


Oração Antes de Ler as Escrituras
Faz brilhar em nossos corações a Luz do Teu divino conhecimento, ó Senhor e Amigo do homem; e abre os olhos da nossa inteligência para que possamos compreender a mensagem do Teu Santo Evangelho. Inspira-nos o temor aos Teus Santos mandamentos, a fim de que, vencendo em nós os desejos do corpo, vivamos segundo o espírito, orientando todos os nossos atos segundo a Tua vontade; pois Tu És a Luz das nossas almas e dos nossos corpos, ó Cristo nosso Deus e nós Te glorificamos a Ti e ao Teu Pai Eterno e ao Espírito Santo, Bom e Vivificante, eternamente, agora e sempre e pelos séculos dos séculos. Amém! 

Atos 4:13-22

13 Então eles, vendo a intrepidez de Pedro e João, e tendo percebido que eram homens iletrados e indoutos, se admiravam; e reconheciam que haviam estado com Jesus. 14 E vendo em pé com eles o homem que fora curado, nada tinham que dizer em contrário. 15 Todavia, mandando-os sair do sinédrio, conferenciaram entre si, 16 dizendo: Que havemos de fazer a estes homens? porque a todos os que habitam em Jerusalém é manifesto que por eles foi feito um sinal notório, e não o podemos negar. 17 Mas, para que não se divulgue mais entre o povo, ameacemo-los para que de ora em diante não falem neste nome a homem algum. 18 E, chamando-os, ordenaram-lhes que absolutamente não falassem nem ensinassem em nome de Jesus. 19 Mas Pedro e João, respondendo, lhes disseram: Julgai vós se é justo diante de Deus ouvir-nos antes a vós do que a Deus; 20 pois nós não podemos deixar de falar das coisas que temos visto e ouvido. 21 Mas eles ainda os ameaçaram mais, e, não achando motivo para os castigar, soltaram-nos, por causa do povo; porque todos glorificavam a Deus pelo que acontecera; 22 pois tinha mais de quarenta anos o homem em quem se operara esta cura milagrosa. 
4:13 iletrados e incultos refere-se especificamente à educação religiosa. Esta falta de formação religiosa está em contraste com a experiência do Sinédrio. A sabedoria e o poder do Espírito Santo transcendem a formação religiosa terrena, pois Deus trabalha no humilde e simples, bem como naqueles que são formalmente educados ou influentes. 
4:16 A admissão de um sinal notório sem uma resposta fiel ilustra a dureza do coração humano, onde não há arrependimento.  
4:19 Enquanto Deus ordena a nossa obediência a autoridades superiores (Lc 20:25; Romanos 13: 1-7), a obediência a Deus vem em primeiro lugar. Quando os dois estão em conflito, o Fiel deve seguir a Deus e estar disposto a aceitar as consequências.
João 5:17-24

17 Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. 18 Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só violava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus. 19 Disse-lhes, pois, Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho de si mesmo nada pode fazer, senão o que vir o Pai fazer; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente. 20 Porque o Pai ama ao Filho, e mostra-lhe tudo o que ele mesmo faz; e maiores obras do que estas lhe mostrará, para que vos maravilheis. 21 Pois, assim como o Pai levanta os mortos e lhes dá vida, assim também o Filho dá vida a quem ele quer. 22 Porque o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o julgamento, 23 para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou. 24 Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte para a vida.  

† † †